Conheça 4 cases de startups brasileiras de sucesso

Tempo de leitura: 4 minutos

Todo empreendedor experiente sabe como é complicado gerenciar uma startup no Brasil. Os desafios são muitos e diários: altas regulamentações, impostos abusivos e entraves burocráticos difíceis de se lidar. Apesar disso, muitas pessoas decidem enfrentar as dificuldades e partir para a batalha.

Os resultados, é claro, dependem de fatores diversos, mas há muitos exemplos de que é possível obter êxito com startups brasileiras. Neste post, conheceremos alguns cases de startups de sucesso de empreendedores que não desistiram na primeira dificuldade e hoje colhem os resultados da persistência.

1. Buscapé

Esse é, certamente, um dos mais antigos negócios digitais de sucesso no nosso país. O Buscapé foi criado em 1999, quando a web ainda começava a caminhar no Brasil, para auxiliar os consumidores na busca pelo menor preço dos produtos que desejassem comprar. Hoje, quase vinte anos depois, o serviço é o maior site da categoria no Brasil, crescendo de 30 para mais de 500 mil empresas cadastradas. Impressionante, não?

A ideia inicial era incluir também lojas físicas no catálogo, mas a resistência dos lojistas fez com que o projeto mudasse de rumo. Não há dúvidas de que essa foi uma decisão acertada: atualmente, o Buscapé figura como uma das startups brasileiras de relevância internacional, com escritórios no Chile, México, Argentina e Colômbia.

2. Nubank

Quem pensaria que um cartão de crédito poderia se tornar sonho de consumo entre os jovens? O Nubank, uma das startups brasileiras que estão bombando no momento, conseguiu realizar esse feito. Essa fintech — negócio digital que une tecnologia a serviços financeiros — investe em alguns pilares sólidos para alcançar o sucesso: atendimento ao cliente, simplicidade e baixo custo.

Em vez de esperar dias até que uma compra entre na fatura, o usuário recebe uma notificação instantaneamente, o que facilita o controle dos gastos. O aplicativo, muito bem construído, permite ajustar o limite, bloquear o cartão e efetuar pagamentos rapidamente e, se precisar, um atendente simpático está à disposição no chat para resolver problemas.

Tudo isso sem anuidade nem taxas e com juros abaixo do mercado. A fila de espera para conseguir um “roxinho” — forma como o cartão de crédito do Nubank foi apelidado — não para de crescer. No ano passado, já eram mais de 100 mil pessoas aguardando.

3. EasyTaxi

Fundada em 2011, o EasyTaxi já está disponível em mais de 30 países e possui mais de 10 milhões de usuários, números que revelam o alcance dessa ideia de negócio disruptiva. Quem olha o sucesso do serviço hoje não imagina que tudo começou no “boca a boca” mesmo, quando o seu fundador, Tallis Gomes, apresentava o serviço aos taxistas nos pontos do Rio de Janeiro pessoalmente.

Esse negócio digital já recebeu aportes milionários ― que foram investidos de maneira eficiente ― e se transformou no maior aplicativo de táxis do mundo, cujo valor ultrapassa 1 bilhão de reais.

O mais interessante é que o EasyTaxi nasceu, indiscutivelmente, para solucionar problemas: do consumidor, que precisava lidar com a pouca confiabilidade das cooperativas de táxi, e dos próprios taxistas, que realizam mais corridas a um custo menor.

4. Kekanto

É possível bater de frente com plataformas consolidadas como o TripAdvisor e o Yelp? A brasileira Kekanto provou que sim. Estamos falando de um guia colaborativo de cidades e pontos turísticos onde qualquer usuário pode compartilhar suas experiências, fotos e vídeos e, assim, ajudar outras pessoas a escolher para onde viajar e quais estabelecimentos frequentar.

Em 2013, fabricantes como Apple, Motorola e LG instalaram o serviço por padrão em seus aparelhos para se beneficiarem de uma isenção de impostos. Isso, é claro, contribuiu para que a startup alcançasse um milhão de usuários ainda naquele ano. O aplicativo aposta também em vantagens para os usuários, como o acúmulo de pontos no Multiplus, plataforma de fidelidade que permite resgatar prêmios e viagens.

Segundo um dos fundadores e atual presidente da empresa, Fernando Okumura, a Kekanto é uma startup brasileira que sempre teve como objetivo estar presente em diversos países. Como podemos perceber, o plano de negócios está funcionando!

E então? Gostou de conhecer esses 4 cases de startups brasileiras de sucesso? Então siga nossos perfis no Facebook e no Instagram para receber outros conteúdos como o deste post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *